WANDER WILDNER - 13 JANEIRO - "OCIDENTE ACÚSTICO"

Publicado em Janeiro 05, 2022
Autor / Fonte: REI MAGRO PRODUÇÕES


WANDER WILDNER - 13 JANEIRO - "OCIDENTE ACÚSTICO"

 

"Ocidente Acústico" edição 1025 apresenta:

Wander Wildner

13 de janeiro de 2022. Quinta.

Ingressos:

Mesa para até quatro pessoas: R$170,00.

Mesa para duas pessoas: R$95,00.

Cadeiras: R$50.00.

Total: 60 pessoas.

 

Ponto de venda:

Online: www.sympla.com.br

21h - a casa abre às 19h30min

ONDE:  Ocidente – João Telles esq. Osvaldo Aranha

INFORMAÇÕES:  (51) 3012 2675 –  www.barocidente.com.br

 

Wander Wildner e seu "Coração Selvagem" no Ocidente!

Wander Wildner continua sendo um verbete obrigatório da enciclopédia virtual do rock no Brasil, desde que era cantor dos Replicantes nos anos 80, mas principalmente porque iniciou uma carreira solo que já está sedimentada em 13 álbuns de músicas inéditas e algumas dessas canções se tornaram clássicos da música popular, como Bebendo Vinho, Eu não consigo ser alegre o tempo inteiro e Eu tenho uma camiseta escrita eu te amo. Por mais de duas décadas em shows pelo país, algumas turnês pela América do Sul e Europa, e com lançamentos icônicos, Wander fez em canções a crônica sagaz da passagem dos tempos, seja pelo punk, pelo brega, pelo folk e cancioneiro popular, que o tornaram o Rei do Punkbrega.

Além disso, Wander Wildner é um camaleão, um nômade, que vive se transformando e circulando de um lugar para outro. Em junho de 2021 lançou seu primeiro livro, Aventuras de um Punkbrega, onde conta de forma ficcional a saga de um personagem que se confunde com a própria realidade do autor. Em outubro saiu o álbum Coração Selvagem, seu disco mais ousado, incorporando influências do rock independente e diferentes gêneros populares à sua já consolidada visão de mundo. Ambos foram lançados pela Yeah Discos Livros & Bugigangas.

Wander Wildner é um sujeito apaixonado e visceral que vive em conflito e o que faz dele um artista pop é o dom de transformar os próprios conflitos em sons e versos diretos e pungentes. Ele faz música com muita facilidade e, sobretudo, com muito coração. É um sujeito irracional, e isso é um elogio, pois é irracional na hora de fazer arte. É do tipo que se expõe em tudo o que faz, que se define em cada verso. Os shows de Wander despertam os mais viscerais e simplórios dos sentimentos, aqueles que autorizam a sair escrevendo clichês.

No show do dia 13 de janeiro, quinta-feira, no Bar Ocidente, Wander estará acompanhado de Maurício Chaise na guitarra base, Rust Costa na guitarra solo, Clauber Scholles no baixo e Rika Barcellos na bateria.

 

Realização: Rei Magro produções/ 9 9142 1589

 

Apresentar comprovante de vacinação.

 

Público limitado.

 

Shows: 21h

 

Todas as janelas abertas.

Uso obrigatório de máscara para circular.

Distanciamento. Mesas e cadeiras.

 

Respeitamos os protocolos sanitários estadual e municipal.


Mais Fotos