TURBINADO ENTREVISTA GUTO GOFFI - "O PASSADO FOI LINDO, MAS AGORA VAMOS ESCREVER O NOVO!"

Publicado em Dezembro 13, 2018
Autor / Fonte: GLAUCO MALTA


TURBINADO ENTREVISTA GUTO GOFFI -

Crédito da Foto: Divulgação


TURBINADO ENTREVISTA GUTO GOFFI - "O PASSADO FOI LINDO, MAS AGORA VAMOS ESCREVER O NOVO!"


Turbinado – Bom dia Guto, muito obrigado por me atender e abrir espaço na sua agenda tão corrida para batermos esse papo.

Guto Goffi – Eu que agradeço.

 

Turbinado - A nova música “A SOLIDÃO TE ENGOLE VIVO”, me chamou a atenção pela sonoridade moderna, mas ao ouvirmos sabemos que é o Barão Vermelho, a essência está ali mas não soa datada; como foi o processo de escolha de qual música seria o single?

Guto Goffi - Queríamos escolher uma música que de certa forma se conectasse bem ao passado, algo que a banda já havia feito nesses anos todos, e que não tivesse uma sonoridade datada e ultrapassada, acabou que essa música veio correndo por fora, e na hora de decidir qual seria o single optamos por ela devido a essa conexão.

 

Turbinado - O Barão Vermelho nunca teve medo de falar o que tivesse vontade em suas letras, “A SOLIDÃO TE ENGOLE VIVO” tem uma letra forte e muito atual; há uma preocupação de vocês em passar uma mensagem que viesse de encontro com os dias atuais?

Guto Goffi - Tem essa “coisa” da mensagem nas letras que sempre foi inerente na história do nossa história, o Barão nunca teve letra ruím, as músicas sempre tiveram mensagens tentanto passar alguma coisa, as vezes mais sérias, as vezes mais brincalhonas, mas sempre uma mensagem boa desde os tempos em que o Cazuza nos colocou nessa trilha do Rock Brasileiro com Boa Poesia; então, sempre temos essa preocupação em dizer algo, o Barão tem um antídoto forte deixado há 37 anos pelo Cazuza que nos imuniza contra as “besteirices” que acometem a música brasileira hoje em dia.

 

Turbinado - Você acha que a música (arte) em geral, tem a obrigatoriedade de fazer o público pensar?

Guto Goffi - Exatamente, além de carregarmos esse tesouro que nos foi deixado pelo Cazuza que é passarmos uma mensagem em nossas músicas, tentamos fazer um equilíbrio, porque música também é diversão, imagina fazermos um disco inteiro falando dos nossos sofrimentos, aí o disco ficaria baixo astral pra caramba; seria algo verdadeiro por parte do artista, mas tem de ter um equilíbrio. Temos de passar uma mensagem não só de crítica e de chorar mágoas, mas também uma coisa positiva que é para o ser humano ir em frente, a vida já é tão dura com todos nós né?, cada um com seus problemas e suas dificuldades e a função da música é dar um frescor e uma vontade de seguir.

 

Turbinado - Eu assisti alguns vídeos na internet de apresentações da tour atual do Barão com o Rodrigo Suricato, e ele se encaixou perfeitamente com a banda. Como tem sido o processo de gravação do novo álbum com o Suricato?

Guto Goffi - Decidimos que esse trabalho novo autoral, faríamos só entre nós quatro da banda, eu, Maurício Barros, Fermando Magalhães e o Rodrigo Suricato, porque a gente queria mostrar um pouco do “calibre” desse novo quarteto, sem interferência externa, sem pegar letras de outros parceiros de outros discos; e a gente fechou nesse objetivo de tentar produzir um material só nós quatro. No caso da música “A SOLIDÃO TE ENGOLE VIVO” a parceria é minha com o Fermando Magalhães e o Maurício Barros, o Suricato entrou com muita coisa de arranjos e sugestões de riffs, ele é um cara muito participativo, o tempo todo ele comenta conosco que não estava muito acostmado a dividir uma opinião porque ele sempre trabalhou muito sozinho, e no Barão a sensação que ele tem é de muita alegria em ver como todo mundo interage, todo mundo tem opinião e sugestão de caminho para a música ou nas composições mesmo, e era uma coisa que ele não estava acostumado. O resto é estrada, convivência, a coisa de tocar junto, e quanto mais isso acontecer melhor você vai se comunicando com o companheiro de palco, e com o tempo a coisa vai crescer porque temos muita empatia quando estamos todos juntos.

 

Turbinado - A banda está muito coesa, ele trouxe um novo frescor para o Barão não acha?

Guto Goffi - Sim, ele tem uma formação musical toda rock and roll, e apesar dos 15 anos de diferença Suricato é um músico que tem uma maturidade muito grande, tocou muito na noite e sempre se virou nos 30, e isso encurta muito essa diferença. Mal ou bem, e eu diria mais para o bem, na minha opinião depois da Pitty ele foi a grande revelação do rock brasileiro nos últimos tempos, o Barão teve a sorte de convida-lo e ele aceitar em fazer parte da banda, estamos muito felizes.

 

Turbinado - Estou curioso para ouvir o disco novo. Vocês já fecharam o setlist das músicas que entrarão para o novo álbum? Ou ainda estão em processo de seleção do material?

Guto Goffi - Nós já escolhemos o material, mas ainda não tivemos muito tempo para ficar em estúdio para terminar o disco, temos cinco músicas praticamente finalizadas, faltando pequenos detalhes de mixagem, selecionamos um total de dez músicas que entrarão no álbum, essas dez foram escolhidas entre trinta e cinco músicas inéditas, foi uma loucura, passamos o dia ouvindo as músicas para chegarmos ao resultado final, e não foi uma decisão fácil.

 

Turbinado - Como foi o processo de composição?

Guto Goffi - Estamos valorizando as músicas que fizemos entre nós, não somente as músicas compostas por cada um em sua casa, houve uma fusão, o Maurício tem duas ou três com o Suricato, eu cheguei a fazer umas três com ele; eu, o Fernando e o Maurício também fizemos outras dessa safra nova. A gente quis valorizar este quarteto, mostrar para o público como está a cabeça desse quarteto, como é essa química de criação na hora dos arranjos, vamos tentar valorizar isso e mostrar para as pessoas nesse trabalho novo. Quanto as letras, eu estou escrevendo bastante, Maurício e Suricato também, vai ser um recado bem variado e plural que atingirá uma camada grande de pessoas.

 

Turbinado - Alguma previsão de lançamento e tour para 2019?

Guto Goffi - O Barão agora nunca mais vai sair da estrada, voltamos para ficar na estrada, e ainda estamos na estrada porque ainda temos algumas datas este mês, o último show do ano acontece no Circo Voador dia 28 de dezembro ainda com o repertório desta turnê. E para o ano que vêm vamos terminar o disco e ensaiar o material novo, porque vamos querer fazer um show do disco novo. Eu gostaria de fazer um show todo novo, que não ficasse restrito apenas aos grandes sucessos da banda, e isso é muito saudável para a renovação do repertório e também pra galera não fazer “aquilo” de forma automática.

 

Turbinado - Vocês devem estar ansiosos para cair na estrada e mostrar ao vivo as músicas novas, mas deve ser complicado na hora de preparar o setlist, porque o Barão Vermelho tem uma discografia repleta de grandes clássicos do rock nacional. Como rola essa seleção?

Guto Goffi - Vou te falar uma coisa Glauco, eu toco “Pro Dia Nascer Feliz” desde 1983, “Down Em Mim” desde 1982, e lá se vão 35 anos; adoro as músicas até hoje e quando as toco é como se fosse a primeira vez, mas eu acho que você tem de se libertar também disso pra poder trazer as coisas novas, isso é de grande importância para renovar o público; a vida é pra frente, o que passou foi lindo Graças a Deus, mas agora vamos escrever o novo.

 

Turbinado - Veremos a nova tour do Barão em Porto Alegre em 2019?

Guto Goffi - Você sabe que nós ainda não tivemos a oportunidade de ir a Porto Alegre nessa nova fase, gostamos demais daí; sabe que em nosso subconsciente a capital roqueira do país é Porto Alegre, onde tem roqueiro prá caramba; em nossa primeira tour em 1982 tocamos aí no Taj Mahal (que nem existe mais); vamos ficar nuito felizes de chegar aí qualquer hora e tocar para a galera não só os grandes clássicos mas também esse material novo que está poderoso.

 

Turbinado - Tens uma previsão de lançamento e o nome do novo álbum?

Guto Goffi - Não temos uma data fixada, nós queremos que seja no primeiro semestre, que é aonde as pessoas lançam os discos para poder ter uma divulgação boa durante o ano todo. Sobre o nome ainda não tenho, temos várias sugestões mais ainda não chegamos a um consenso.

 

Turbinado - Quero agradever imensamente sua atenção em conceder essa entrevista e pedir para você deixar uma mensagem para os fãs gaúchos.

Guto Goffi - O Barão quer chegar até o Rio Grande do Sul assim que possível, é muito importante para nós termos essa credibilidade do público gaúcho, que é um público que gosta de rock, queremos poder fazer esse circuito pelo RS. Um grande abraço a todos e nos veremos na estrada.

 

Confiram no link abaixo o belíssimo liric vídeo da nova música "A SOLIDÃO TE ENGOLE VIVO'

https://youtu.be/rUltKzeAnWo

 

Meu agradecimento especial ao DIego Patito do SIte SUPER TRANSADO pela parceria.


Mais Fotos