THE TOWN 2023: FESTIVAL ANUNCIA A BANDA FOO FIGHTERS COMO O PRIMEIRO HEADLINER DO PALCO SKYLINE

Publicado em Janeiro 16, 2023
Autor / Fonte: APPROACH COMUNICAÇÃO


THE TOWN 2023: FESTIVAL ANUNCIA A BANDA FOO FIGHTERS COMO O PRIMEIRO HEADLINER DO PALCO SKYLINE

Na semana do aniversário de 38 anos do Rock in Rio, organizadores confirmam a cantora Ludmilla no Palco Skyline, para o dia 07 de setembro, na primeira edição de The Town e no Palco Mundo do Rock in Rio 2024

Hoje, mais um capítulo da história começa a ser escrito e os fãs têm motivos de sobra para comemorar. The Town, o novo festival de música, cultura e arte de São Paulo, dos mesmos criadores do Rock in Rio, dá o primeiro passo para o anúncio de seu line-up internacional. O Foo Fighters é a banda anunciada como o primeiro headliner do festival, tocando no dia 9 de setembro. Eles, que fizeram uma performance épica em 2001 e 2019 no Rock in Rio Brasil e são conhecidos por suas memoráveis apresentações, estão de volta ao país após quatro anos para tocar na primeira edição de The Town. O novo mega evento ainda confirma a cantora Ludmilla como uma das atrações do Palco Skyline, para o dia 7 de setembro. E, em comemoração ao aniversário de 38 anos do Rock in Rio, para aqueles que já estão na expectativa para o próximo festival carioca, em 2024, os organizadores apresentam uma dobradinha da Rainha da Favela, que se torna a primeira artista anunciada da próxima edição, e performará no Palco Mundo. The Town realizará sua primeira edição no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, nos dias 2, 3, 7, 9 e 10 de setembro de 2023 e já conta com Iza e Criolo como atrações confirmadas. Já o Rock in Rio, está confirmado para 2024.

A banda Foo Fighters, dona de grandes hits como “All my life”, “Times like These” e “Best of you” e que se tornou a mais vitoriosa da história do Grammy Awards ao vencer todas as três categorias da premiação às quais foi indicada, em abril de 2022. No total, o grupo liderado por Dave Grohl, ex-baterista do Nirvana, acumula 15 gramofones dourados, desde sua formação em 1994, e seu último álbum de estúdio “Medicine at Midnight”, lançado em 2021, já é considerado um dos 150 melhores discos de todos os tempos.

Da última vez que esteve no Rock in Rio, em 2019, o Foo Fighters fez uma apresentação contagiante, considerada a melhor do segundo dia de festival. Com pouco mais de duas horas de show, repetiu o roteiro de sucesso de sua turnê, já testada e aprovada pelos brasileiros. O grupo é famoso por dominar o palco e liderar a plateia com maestria.

O criador e presidente do Rock in Rio e The Town, Roberto Medina, afirma que esse é um dos momentos mais aguardados pelo público. “O anúncio do primeiro headliner da primeira edição de um novo festival é um momento que fica para a história! Só quem fez e quem viveu 1985, na primeira edição do Rock in Rio, sabe e jamais esquecerá. Naquela época, anunciamos Ozzy e Queen como os primeiros headliners e, hoje, no dia seguinte ao aniversário do Rock in Rio, temos o grande prazer de criar mais esse momento único, em uma data emblemática, e anunciar este grupo que, não tenho dúvidas, vai entregar uma apresentação muito emocionante. O sonho de The Town está ganhando forma”, conclui. 

Agora, os fãs poderão conferir de perto a apresentação da banda, para sua próxima e mais do que esperada turnê. Sem dúvida que esta será uma apresentação histórica e recheada de emoção, com canções do seu mais recente álbum “Medicine at Midnight”, ao mesmo tempo que relembra os principais sucessos da banda, percorrendo a sua própria discografia.

O disco “Medicine at Midnight” é o décimo de estúdio do Foo Fighters e chegou às lojas e plataformas digitais em fevereiro de 2021. Em apenas três dias de lançamento, já havia vendido mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos e foi considerado um dos melhores de todos os tempos. Em pouco mais de uma semana, “Medicine at Midnight” atingiu o número 1 da parada da Billboard. O grupo já havia liderado a parada de álbuns da Billboard com “Concrete And Gold”, de 2017, e “Wasting Light”, de 2011. O álbum, que foi co-produzido por Greg Kurstin, gerou uma grande expectativa nos fãs com a disponibilização de seu single de estreia, “Shame Shame”, canção que fugiu da atmosfera da banda e hoje acumula mais de 7,6 milhões de visualizações no YouTube.

Luis Justo, CEO da Rock World, celebra a apresentação da atração na primeira edição do The Town. “No ano em que nasce um novo festival com uma bagagem de 38 anos, trazemos para os fãs a oportunidade de vivenciarem um novo momento histórico da música mundial, a volta do Foo Fighters. Será emblemático demais ver tudo isso acontecer ao vivo”, comemora.

 

A Rainha da Favela performará nos maiores palcos de The Town 2023 e Rock in Rio 2024

Outro nome anunciado hoje e que fará uma dobradinha entre os dois festivais, performando no Palco Skyline na primeira edição de The Town e no Palco Mundo, na próxima edição do Rock in Rio, em 2024, é Ludmilla, que tem apenas 27 anos e é um dos principais nomes da música brasileira da atualidade. A cantora fez um show histórico no Rock in Rio em 2022 como headliner do Palco Sunset, se tornando a apresentação de maior audiência do Multishow entre os nacionais da edição, além de ter dominado as redes sociais do festival, conquistando a maior repercussão em todos os pontos, seja maior audiência, menções, citações e ainda se tornou 1o lugar nos trending topics Brasil e mundo. 

Ela promete agitar o público dos Palcos Skyline (The Town 2023) e Mundo (Rock in Rio 2024) com os sucessos “Rainha da Favela”, “A Danada sou eu”, “Deixa de Onda”, “Invocada”, “Verdinha” e “Hoje”, entre outras faixas. Lud foi indicada duas vezes ao Grammy Latino — vencendo uma, com seu quarto álbum de estúdio “Numanice 2” (2022) — seis vezes ao MTV Europe Music Award para Melhor Artista Brasileiro e diversas vezes ao Prêmio Multishow de Música Brasileira, saindo duplamente vitoriosa em 2019.

Zé Ricardo, diretor artístico do The Town e do Rock in Rio, reforça que o anúncio de Ludmilla é um presente para os fãs nesse dia histórico de comemoração de aniversário do Rock in Rio e marca a chegada do irmão paulista.

“Ludmilla é hoje uma das maiores artistas brasileiras que carrega além de todo seu talento artístico, a representatividade de uma mulher preta, bissexual, de periferia e origens musicais no funk carioca e que hoje inspira a tantas pessoas a partir da construção da sua carreira épica de sucesso. Estamos muito felizes em anunciar, hoje, a sua participação nos palcos de ambos os festivais: no The Town em setembro de 2023 e o nosso pontapé inicial para o Rock in Rio 2024”, conta Zé.

Ludmilla começou sua carreira cantando e compondo, se consagrou como funkeira e vem surpreendendo o público com projetos como o “Numanice 2”. A cantora já lançou sete álbuns, sendo quatro de estúdio e três ao vivo: “Hoje” (2014), “A Danada Sou Eu” (2016), “Hello Mundo” (2019) e “Numanice 2” (2022). Entre os gravados ao vivo, estão “Hello Mundo: Ao Vivo” (2019), “Numanice: Ao Vivo” (2021) e “Numanice 2: Ao Vivo” (2022).

 

The Town já nasce gigante

Dos mesmos criadores do Rock in Rio, The Town estreia na grande metrópole no dia 2 de setembro de 2023, e segue durante os dias 3, 7, 9 e 10, no Autódromo de Interlagos, em uma área de 350 mil m2, que será totalmente renovada. O novo festival já se posiciona como um evento de grande relevância, não apenas para a capital paulista, como também para todo o Brasil e já soma mais de 215 mil seguidores em suas redes sociais, lançadas há poucos meses.

A primeira edição do novo festival já ganhou duas músicas-tema, gravadas nas vozes de Iza e Criolo. A primeira, considerada o grande hino do evento, tem interpretação de Iza, com a participação do baterista da banda Sepultura, Eloy Casagrande, e de uma orquestra comandada pelo maestro Eduardo Souto Neto. Já a segunda, um trap em homenagem à arte e cultura da capital, foi gravada pelo rapper Criolo em uma colaboração inédita com Iza e o diretor artístico Zé Ricardo. Ambos os cantores já estão confirmados no line-up do festival.

Com previsão para receber cerca de 500 mil pessoas em mais de 235 horas de música, a Cidade da Música contará com cinco palcos, onde o público poderá imergir em novas e inesquecíveis experiências. Com cenografia inspirada em ícones da arquitetura paulistana e apresentando uma diversidade única de ritmo e união de tribos, The Town chega a São Paulo com apoio, força e empoderamento de gente grande. De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas, está previsto um impacto econômico de R$1.7 bilhão, o maior já visto na capital, além de gerar mais de 19 mil empregos diretos.

 

De olho no festival

Faltando pouco mais de nove meses para a primeira edição, o evento já tem atraído a atenção de diversas marcas. The Town conta com patrocinadores e apoiadores de peso como Itaú, Americanas, Porto, Vivo, Riachuelo, KITKAT® e Seara - patrocinadores oficiais; a Rede, Red Bull, a Movida, a Estácio e a LATAM entram como apoiadores do evento; e os jornais Estado de São Paulo, O Globo e a Folha de São Paulo, a Eletromidia e FLIX como media partner. 

The Town tem, ainda, a Heineken como patrocinadora Master, bem como os parceiros de mídia e transmissão: TV Globo, Multishow e Globoplay, as rádios 89FM, Rede Mix com as rádios Mix FM 102.1, Rio de Janeiro e Mix FM 106.3, São Paulo. As marcas Itaú, Seara, Americanas e Vivo também estão fechadas como patrocinadoras para duas edições do The Town. 

 

Uma Cidade que não dorme: The Town oferece entretenimento para todos

Com Iza e Criolo já confirmados no line-up, a nova Cidade da Música contará com espaços onde o público poderá usufruir da representação de elementos e locais emblemáticos da cidade. O maior palco recebe o nome de Skyline, inspirado nos grandes prédios da Cidade. É nele que grandes artistas do mundo inteiro irão compor as quatro atrações do dia. O palco The One, contará com conteúdo exclusivo do festival, bandas consagradas e novos artistas.

Do Rio para São Paulo, o New Dance Order estará dedicado à música de pista, passando pelos gêneros house, techno, trance, bass e trap. Tão especial quanto os outros palcos, The Town também conta com a São Paulo Square, espaço inspirado na região em que a Cidade foi fundada. Ali se reunirão alguns dos seus principais ícones históricos, como a Catedral da Sé, Estação da Luz, Teatro Municipal, entre outros.

O festival também traz também os antigos galpões das fábricas para o palco Factory. O espaço terá o mood da cultura urbana com performances de street dance e shows de trap, hip hop e rap. Também não poderia faltar um espaço gastronômico que traz toda a diversidade da culinária paulista — o Market Square e, para completar a experiência, o festival abrigará também a Área VIP, espaço climatizado com buffet assinado por renomado chef e bar exclusivo.

 

Sobre o Foo Fighters

A banda de rock americana foi formada pelos ex-Nirvana Dave Grohl e Pat Smear em 1994. O nome é uma referência ao termo ‘foo fighter’, usado por aviadores na Segunda Guerra Mundial para descrever fenômenos aéreos misteriosos, considerados OVNIs. Ao longo de quase 25 anos de carreira, foram 97 indicações a prêmios.

Dos dez álbuns de estúdios lançados, cinco – “There is Nothing Left to Lose”, “One by One”, “Echoes, Silence, Patience & Grace”, “Wasting Light” e "Medicine at Midnight" – receberam o Grammy de Melhor Disco Rock. No Brit Awards, o Foo Fighters foi vencedor da categoria Melhor Banda Internacional em sete edições – 1996, 2003, 2008, 2012, 2015, 2018 e, mais recentemente, em 2021.

 

Sobre Ludmilla

Um dos maiores nomes da música brasileira, a cantora, compositora e atriz Ludmilla ficou conhecida nacionalmente quando sua canção “Fala Mal de Mim” viralizou nas redes sociais em 2012, lançando a artista para o público mainstream. Em 2014, lançou o seu álbum de estreia, “Hoje” com os hits “Sem Querer”, “Hoje”, “24 Horas Por Dia” e “Te Ensinei Certin”.

Logo depois, em 2016 ela divulgou o CD “A Danada Sou Eu”, com vários singles e impacto nas rádios como “Bom”, “Sou Eu” e “Cheguei”, e lhe rendendo uma indicação ao Grammy Latino de Melhor Álbum Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa no ano seguinte. O álbum “Numanice 2” lhe rendeu um Grammy Latino de Melhor Álbum de Samba/Pagode. A cantora também foi indicada seis vezes ao MTV Europe Music Award para Melhor Artista Brasileiro, e diversas vezes ao Prêmio Multishow de Música Brasileira, saindo duplamente vitoriosa em 2019, além de ter vencido o prêmio Melhores do Ano do Domingão do Faustão em sua primeira indicação com a canção "Hoje" em 2015. 

De lá para cá, Ludmilla lançou singles como “Din Din Din”, “Não Encosta”, “Favela Chegou”, “A Boba Fui Eu”, “Verdinha”, “Cobra Venenosa”, “Rainha da Favela”, “Deixa de Onda”, e muitos outros sucessos que prometem agitar os fãs da Cidade da Música e da Cidade do Rock. A cantora já lançou sete álbuns, sendo quatro de estúdio e três ao vivo: “Hoje” (2014), “A Danada Sou Eu” (2016), “Hello Mundo” (2019) e “Numanice 2” (2022). Entre os gravados ao vivo, estão “Hello Mundo: Ao Vivo” (2019), “Numanice: Ao Vivo” (2021) e “Numanice 2: Ao Vivo” (2022). 

 

Sobre a Rock World

A Rock World é a empresa criadora de experiências que nasceu do maior festival de música e entretenimento do mundo, o Rock in Rio. Com a missão de proporcionar experiências inesquecíveis através da música e do entretenimento, a marca tem como base de sua cultura corporativa a arte de sonhar, de fazer acontecer e inspirar as pessoas através da filosofia de construir um mundo melhor.

Hoje, além do Rock in Rio, a Rock World expandiu sua área de atuação para?outros projetos de produção de experiências que abrange diferentes áreas. No Live Entertaiment, a marca possui o The Town, o novo e maior festival de música, cultura e arte de São Paulo, que acontecerá no Autódromo de Interlagos, em setembro de 2023. Na área de Conteúdo, o Rock in Rio Studios é o?produto que reforça o DNA da companhia para a criação de conteúdos audiovisuais Originais e o posicionamento no mercado como uma marca ainda mais poderosa e potente de comunicação. Na área de projetos de Educação, o Humanorama e o Rock in Rio Academy buscam ativar a potência das pessoas para contribuir na construção de um mundo melhor. A empresa também possui a marca Game XP, dedicada a experiências físicas e digitais no universo de games e e-sports, incluindo o evento game XP, que reúne o mundo geek junto com a música; o Dance Off, que é a competição de dançarinos de periferias de todo o país; e a Grrrls League, que é a maior liga feminina de CS:GO do mundo. Ao ampliar sua atuação para tantos campos e diferentes negócios, a Rock World é hoje uma das maiores empresas de criação e produção de conteúdo proprietário de Live Experience no mundo. 

 

Sobre o Rock in Rio

O Rock in Rio foi criado para dar voz a uma geração e promover experiências únicas e inovadoras. Em 1985, o evento foi responsável por colocar o Brasil na rota de shows internacionais. Batendo recordes de público a cada edição e gerando impactos positivos nos países onde é realizado, se consagrou como o maior festival de música e entretenimento do mundo. Consciente do poder disseminador da marca, hoje o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável.

A internacionalização da marca começou por Portugal, Lisboa, em 2004, onde o evento acontece até hoje, seguido por Espanha (Madri) e pelos Estados Unidos (Las?Vegas). No Rock in Rio, os números não param de crescer. Pelas Cidades do Rock já passaram mais de 10.5 milhões de visitantes nestas 22 edições. Em 38 anos, o festival ganhou o mundo e tornou-se um verdadeiro parque de experiências, mas muito além disso, cresceu e ampliou a sua atuação, sempre com o olhar no futuro.

Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, o Rock in Rio preza pela construção de um mundo melhor e se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Desde a primeira edição, já gerou 237 mil empregos diretos e indiretos e investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros.


Mais Fotos