FICÇÕES DO INTERLÚDIO, DIAS 14 E 15 NO MEME ESTAÇÃO CULTURAL

Publicado em Fevereiro 13, 2020
Autor / Fonte: BEBÊ BAUMGARTEN COMUNICAÇÃO


FICÇÕES DO INTERLÚDIO, DIAS 14 E 15 NO MEME ESTAÇÃO CULTURAL

Crédito da foto: Fábio Mascarin

Ficções do Interlúdio, solo do ator paranaense Lucas Fiorindo, é inspirado no livro de mesmo nome de Fernando Pessoa, obra em que o poeta português apresenta seus principais autores fictícios, os 'heterônimos'. O espetáculo recria a figura do poeta e o esquema geral dos seus heterônimos, projetando-os num episódio vivido por um ator que atravessa uma crise. Depois de um fracasso ao tentar encenar "O Fausto" de Goethe, Fernando se põe a questionar o sentido profundo de seu teatro. Nessa busca, ele passa a revisar a sua vocação para criar personalidades fictícias e, nisso, relembra três antigos e queridos 'conhecidos inexistentes'. Numa aura de nostalgia e fingimento, ele acaba por reconhecer seu Mestre da arte e da vida.

Essa proposta, que será apresentada dias 14 e 15 no MEME Estação Cultural, às 21h,  traz à tona o poeta dramático que há em Pessoa, soterrado pela lírica múltipla de sua obra. Na poesia do poeta português, cada heterônimo tem uma 'arquitetura poética' e se liga a uma tradição literária. Nesta transposição teatral, por sua vez, cada personagem traz uma formalidade teatral diferente. Assim, ao longo do espetáculo, o público pode ver cenas inspiradas em Teatro Físico, Commedia Dell'arte, Teatro de Bonecos, Naturalismo, Teatro Ritual e Butoh.
 
"Ficções do Interlúdio" é o primeiro trabalho da parceria artística entre Tânia Farias (Porto Alegre/RS) e Lucas Fiorindo (Maringá/PR). Tânia Farias é atuadora da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz (Porto Alegre/RS) desde 1994, grupo em que desempenha várias funções do fazer teatral. Recebeu o Prêmio Açorianos por sua atuação em O Amargo Santo da Purificação (2009) e em Medeia Vozes (2013). Lucas Fiorindo é ator e livre-pesquisador. Ativo no teatro maringaense desde 2010, passou por grupos como o TUM - Teatro Universitário de Maringá e o Circo Teatro sem Lona. Atualmente se dedica à pesquisa do trabalho do ator e da transposição da poesia para o teatro.

Ficha técnica:
Direção, Figurino, Máscara e Bonecos: Tânia Farias
Textos: Fernando Pessoa, Johann Wolfgang von Goethe, São Francisco de Assis;
Dramaturgia e atuação: Lucas Fiorindo
Cenário e iluminação: Tânia Farias e Lucas Fiorindo
Trilha sonora e musicalização: Marcel Matiazi
Maquiagem: Rebeca Menegazzo Matiazi
Fotografia e Video: Fábio Mascarin
Materiais visuais e gráficos: Lucas Fiorindo e Tânia Farias

Ficções do Interlúdio - solo teatral de Lucas Fiorindo
Dias 14 e 15 de fevereiro, 21h
Meme Estação Cultural - Rua Lopo Gonçalves, 176
 
Ingressos:
R$ 60,00 (meia-entrada R$ 30,00)
Ingresso solidário: R$ 30,00 (mediante doação de alimento não perecível)

 


Mais Fotos